segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Por 1 minuto.

Ao longe observo a placidez do pôr do sol. Tudo tão bonito e reconfortante. Sinto-me segura e com receio simultaneamente.
Há tantas coisas para serem vistas e vividas, e eu estou tendo tudo arrancado de mim.
Sempre senti pavor desse momento, mesmo sabendo que ele chegaria e que seria inevitável. E aqui estou. Até que não é tão ruim, se contar com a chance de ser salva. Mas esse não é o caso. Sei que chegou a hora.
Tudo poderia ter sido diferente, mas não foi. Tentei por muitas vezes me apegar no "se". É mania que temos de  imaginar como seria se fosse de tal modo. Só que, talvez, quaisquer que fossem os caminhos, eu teria chegado ao mesmo lugar. É aqui onde tudo terminaria.
Abro  meus olhos e a dor no meu peito se intensifica de forma que solto um gemido abafado.
 Penso na esperança. Como é linda essa tal de esperança. Bela no nome e premente na vida de muitos. Ela enxerga a luz nas trevas, o amor no ódio, a alegria no choro. É ela que nos dá força para prosseguir, coragem e confiança para não cair. Como é essencial e deveras, o melhor bem que podemos possuir.
Invejo aquele que a possui.
Porque, eu joguei pela janela a minha há muito tempo.
Hoje estou aqui, beirando ao fim. Um mar de coisas passam pela nossa cabeça. Como um filme rebobinado, com tamanha rapidez. Os momentos mais marcantes pausam em segundos, e depois recomeçam com a mesma intensidade de outrora.
Talvez seja assim a morte.
Olho novamente para o céu. Se azul magnifico. És tão grande. Sinto meus olhos embaçando, um  sono profundo. Minhas pernas já estão sem força  e tudo está se esvaindo.
Sou invadida por uma paz quase absoluta. Estou indo embora, caminhando lentamente.
Agora posso ver, há uma luz tão forte, mas meus olhos não ardem e ela não queima .Estou sendo direcionada para lá.
Talvez seja o céu, ou talvez seja outro lugar, eu não sei.
Aproximo-me e por fim, consigo entrar. E tudo, de repente some e nada passa pela  minha cabeça. Esqueço-me de tudo.
Talvez esse seja o recomeço ou, agora sim, encontrei a verdadeira paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://www.templatesimages.com/images/Craftwork/read-comments.jpg