quinta-feira, 30 de maio de 2013

Um amigo pediu para eu fazer um poema pervertido. Como eu tenho costume de ler poemas escritos por homens e , geralmente, são direcionados ao sexo feminino, não consegui fazer algo voltado para o homem. Ficou um poema de uma mulher feito para uma mulher. rs Horrível, mas o que vale é a imaginação;



Sua pele nua.
Amostra de sensualidade e censura.
Evoca a beleza das grandes curvas,
Em seu leito derramo-me em ternura.

No alto do prazer.
Encanto-me por você.
Os olhos ardentes em fogo.
O quente suor do seu corpo.

Adocica meu desejo.
Estimula-me com seus beijos.
E no baixo ventre me engrandeço.
Com a fúria do teu desejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://www.templatesimages.com/images/Craftwork/read-comments.jpg