quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Buscando um ponto.
Uma face, um amor.
Um equilíbrio
Um encontro.

Clareando meus sonhos.
Eis que tu surges
E nesses olhos de oceano.
Perdi-me te amando;

Tão cedo o aceitou
Meu coração com todo o ardor.
E deveras sei que no entanto.
Está preso aos teus encantos.

Na sua pele me faleço
No seu toque me aqueço
Nos seus elogios enrubesço
E nos seu beijos, me esqueço

E no desejo que tenho
Dentro de mim, o mantenho.
Sua boca no suave veneno.
Aos poucos me desfalecendo.

Há muito perdi o medo
Pois o quero desde o começo
E me descobrindo no que o conheço
e me perdendo quando  o anseio.

Quero-te agora.
Na bravura das águas
No silêncio das rochas.
E que passe o tempo
Tão devagar como hoje
E que o trouxe para dentro

Do meu necessitado momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://www.templatesimages.com/images/Craftwork/read-comments.jpg