sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Eu hoje só queria alguém para conversar. Uma pessoa que me ouvisse e compreendesse meus gostos e que pudesse compartilhá-los comigo. Alguém que falasse coisas inteligentes, mas não de forma soberba, mas apenas falasse, naturalmente.
Ultimamente eu tenho me isolado do mundo. Encontro-me nas páginas dos livros. Eles são meus melhores amigos. Estou errada por isso? Não estou. Para o mundo talvez, mas, o mundo sempre me recrimina pelas minhas escolhas. Se faço Letras é porque é mais fácil para mim, se me isolo nos livros eu estou errada, porque eu devo ser amável e sociável. Se falo com todo mundo, também estou sendo falsa, enfim, ninguém leva em consideração que eu apenas gosto e faço o que gosto.
Não preciso buscar apoio nas pessoas, eu nunca precisei de incentivo para fazer nada.  Fico triste sim, mas, ela vem e vai embora porque eu deixei de ficar perturbada com o que as pessoas dizem.
A minha sorte, é que não espero nada das pessoas, apenas de mim mesma. Se eu quero não espero que me dêem. Não preciso me sentir mais inteligente ou melhor que ninguém e não preciso de falsas amabilidades.
Sempre julguei as pessoas que se "encondem" do mundo, mas , não é questão de fulga, é apenas um escape. Cada um gosta de algo, cada qual com seus vícios. Demorei a encontrar o meu, mas no meu íntimo sei porque leio e porque farei letras, simplesmente porque amo e não trocaria nada disso por nada nesse mundo.
Sou feliz assim. Não preciso viver rodeada de novidade, pessoas e risadinhas. Meu tempo já passou. Sinceramente, estou cansada demais dessas bobeiras. Sou o que sou e sou feliz porque essa é a forma que escolhi viver.

Então, me deixe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://www.templatesimages.com/images/Craftwork/read-comments.jpg